19
Abr 06
Dois homens numa sala de reuniões encontram-se, um clima tenso e de decisão paira no ar, ambos observam-se um ao outro…após alguns segundos um deles quebra o gelo…
 
            - Pois é pois é, o seu currículo não é nada famoso, não tem experiência, é o primeiro emprego?
            - Sim é…
            - E conhecimento de línguas tem?
            - Percebo um pouco de inglês, mas pouco.
            - Isso é que é pior, sabe que nesta empresa queremos profissionais qualificados, que conheçam pelo menos três línguas…
            - Pois em compreendo, notei que é uma grande multinacional, mas esteja descansado que sou um óptimo profissional…
            - Não digo que não, mas este currículo parece-me muito fraquinho, conhece alguém? Quem é que o mandou cá vir?
            - Bem, eu não conheço aqui ninguém, fui ao site da vossa empresa e após descobrir a morada resolvi vir cá, tentar a sorte, sabe como isto está difícil…
            - E se está, aquilo lá fora está um inferno, o desemprego a aumentar, cada vez menos gente qualificada, e com mérito sabe, o problema é que cada vez mais gente chega ao topo ás costas de alguém…é o factor C.
            - Essa é que é essa, as cunhas salvam muita gente, o pior é que eu conheço pouca gente, nunca fui muito de interesses…
            - Um homem sério…faz bem, faz muito bem...mas este seu currículo…deixa muito a desejar sabe…e informática tem conhecimentos?
            - Sim mexo em computadores desde miúdo, domino a coisa…
            - Mas e curso de informática tem?
            - Não tirei nenhum curso mas sei mexer em computadores, até sou eu que costumo arranjar as máquinas aos meus amigos, software, hardware eu percebo…
            - Compreendo…mas se não tem curso, não sabe, isto é muito simples, quem tem canudo sabe, quem não tem…não sabe
 (o jovem baixa os olhos e confirma)
            - Pois…
            - Então e carta de condução? Tem carta?
            - Não senhor, nunca gostei muito dos carros, prefiro andar de comboio e outros transportes…
            - Bom, também não tem nada, não posso fazer milagres sabe…
            - pois...
(entretanto o presidente vira a ultima pagina e pergunta)
 
            - E filiação partidária tem?
            - Sim sou militante do PRPD
( o presidente olha para ele de cima a baixo…abanando a cabeça com um sorriso na cara e diz)
            - Ah muito bem…olhe gostei muito do seu currículo, vinha para que vaga?
            - Bem eu tenho o curso de recursos humanos…
            - Não diga mais, vai começar já amanha como chefe de departamento dos recursos humanos da empresa…
            - Muito obrigado, ainda bem, nem sei como lhe agradecer…
            - Nada disso camarada, venha de lá esses ossos, e dão um abraço
 
( o rapaz sai da sala e o presidente liga para a secretária…)
 
- Dona Sara, chame-me o Joel dos recursos humanos…
(o Joel vai até á sala e bate duas vezes)
- Entre Joel
- Tudo bem chefe…
- Tudo, quer dizer quase tudo, olhe Joel temos um problemazinho, chegou até mim um currículo muito interessante e sabe como é, eu gosto de ter sangue novo na empresa e tal…
- Sim, já sei, quer que meta o seu amigo num dos departamentos onde se faz pouco…
- Não é bem Joel…ele vai para o teu lugar…
- Como? Para o meu lugar?
- Sim Joel estas despedido…
- Mas…mas, eu tenho o melhor currículo desta empresa, falo mais de cinco línguas tive a melhor media no meu ano, sou das pessoas mais correctas que tem aqui dentro e vim referenciado pelas melhores empresas onde estagiei.
- Pois Joel compreendo, mas a minha decisão é a minha decisão entende...
- É por eu ser Preto não é? Nunca me viu com bons olhos por aqui…
- Nada disso Joel, tu foste um óptimo elemento desta grande equipa, fizeste muito por nós, e sabes que a cor é-me indiferente, até podias ser chinês que não fazia diferença
- É por eu ser preto, eu sei que é, pensa que eu não oiço as piadas nos corredores, os risinhos nos jantares da empresa, essa história do todos iguais não é para todos...
- Ó Joel eu já não posso fazer nada, está despedido e pronto, e já lhe disse, não tenho problemas com negros.
- O senhor vai arrepender-se, vou fazer queixa de si e levar o caso até ás mais altas instancias…
(o presidente perde a paciência abre uma das gavetas, tira uma arma e atira no Joel que cai inanimado no chão)
- fodax cabrão do preto hã, que merda…sujou-me o chão do escritório…
( pega no telefone e volta a chamar a secretária)
- Ò Sara peça a alguém das limpezas que venha cá acima limpar-me aqui o tapete…
- Então deixou cair alguma coisa?
- Não sara tive de matar o preto…
(alguns segundos de silencio….)
- Então mas…mas e agora?
- Não se preocupe Sara já tinha contratado outro para o seu lugar…
- Há então tudo bem, a senhora da limpeza vem já!
 
Mais tarde nas noticias….
                                                              “Um homem de raça negra foi hoje pelas 17h encontrado morto na praia da ribeira, desconhecem-se as causas, mas tudo indica para uma rixa particular, as autoridades indiciam mesmo que o cidadão de nome Joel, era um dos elementos de um gang que costumava assaltar as bombas de gasolina da zona”
                                                             
publicado por JF às 00:16

eu percebo esses sentimentos mas para dar a conhecer ao público essas ideias tem de ser mais esclaracedoras! eu tb escrevo os meus sentimentos e percebo cada linha que tá escrito. Mas há partes que não tem anexo.
bia a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:39

eu percebo esses sentimentos mas para dar a conhecer ao público essas ideias tem de ser mais esclaracedoras! eu tb escrevo os meus sentimentos e percebo cada linha que tá escrito. Mas há partes que não tem anexo.
bia a 9 de Fevereiro de 2007 às 17:41

Abril 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
17
18
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30


arquivos
2007

2006

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO